Mamoplastia redutora

 MAMOPLASTIA REDUTORA

O aumento excessivo das mamas podem causar além de um prejuízo estético, também um dano funcional. O peso do tecido mamário em excesso pode prejudicar sua capacidade de levar uma vida ativa. O desconforto emocional e o autoconhecimento, muitas vezes, associados a seios grandes e caídos, é um problema para muitas mulheres, pois podem causar desconforto e dor.

A redução de mama envolve a retirada do tecido mamário em excesso, além de corrigir a queda das mamas, o que ocorre naturalmente devido ao excesso de peso.

Como se preparar:

  • Esteja em boas condições clínicas: Seu passado médico deve ser revisado e avaliado, e possíveis comorbidades devem ser estabilizadas antes de realizar o procedimento. Converse sobre medicações em uso, cirurgias prévias, alergias conhecidas.
  • Seja avaliada: O exame físico é fundamental para definir  qual a melhor técnica para o seu caso.
  • Discuta suas expectativas: Explique sua motivação para realizar o procedimento, o que você espera em termos de resultado após a cirurgia. O seu cirurgião irá discutir as reais possibilidades, as limitações,  os riscos de complicações e as etapas da recuperação.
 

O procedimento:

  • Local: Procedimento realizado em ambiente hospitalar.
  • Anestesia: A anestesia pode ser geral ou bloqueio peridural. Seu cirurgião e anestesista irão conversar a respeito da melhor opção para você.
  • Tempo de duração: Irá depender do plano cirúrgico.  Entre 2-4h.
  • Pernoite em hospital: Geralmente o paciente fica em observação durante 12-24h em sala de recuperação.
 

AS INCISŌES:

Geralmente nas mamas com um volume aumentado, a cicatriz em forma da letra T invertida é realizada (resulta em uma cicatriz periareolar, vertical e horizontal).

Também pode ser realizada a redução do tamanho da aréola durante este procedimento.

RECUPERAÇÃO

Após a alta hospitalar, é imperativo que a paciente faça repouso, evitando realizar esforços físicos e apoiar ou levantar os braços. O sutiã modelador e as meias anti-trombo são indispensáveis no período pós operatório. A liberação para atividades usuais irão sendo autorizadas conforme a evolução da paciente, mas geralmente ocorrem em torno de três a quatro semanas após a cirurgia.

RESULTADOS:

O alívio do peso das mamas já é notado imediatamente após a cirurgia. Igualmente a mama mais proporcional poderá melhorar sua autoestima e autoconfiança. Durante os primeiros meses, a mama estará com aspecto maior devido ao edema que ira sendo absorvido ao longo do tempo, o que geralmente ocorre pelo sexto mês. No entanto, ao longo do tempo, seus seios podem mudar devido ao envelhecimento, às oscilações de peso, aos fatores hormonais e à gravidade.

 

ATENDIMENTO

Open chat