Mastopexia

MASTOPEXIA

– O LIFTING DOS SEIOS

A Ptose mamária, ou queda das mamas, é um processo natural onde ocorre a flacidez mamária e perda de volume e sustentaçāo. Comumente referida como cirurgia de lifting de mama, a mastopexia reposiciona a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido para compor o novo contorno da mama.

Os seios da mulher muitas vezes mudam com o tempo, perdendo sua forma jovem e firmeza. Estas alterações e perda da elasticidade da pele podem ocorrer devido a: Gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento, gravidade hereditariedade.

As vezes, a aréola torna-se alargada ao longo do tempo, e a mastopexia poderá reduzi-la. O procedimento pode ter um caráter rejuvenescedor, já que o perfil conseguido no pós-operatório é o de uma mama jovem e firme.

Como se preparar:

  • Esteja em boas condições clínicas: Seu passado médico deve ser revisado e avaliado, e possíveis comorbidades devem ser estabilizadas antes de realizar o procedimento. Converse sobre medicações em uso, cirurgias prévias, alergias conhecidas.
  • Seja avaliada: O exame físico é fundamental para definir  qual a melhor técnica para o seu caso.
  • Discuta suas expectativas: Explique sua motivação para realizar o procedimento, o que você espera em termos de resultado após a cirurgia. O seu cirurgião irá discutir as reais possibilidades, as limitações,  os riscos de complicações e as etapas da recuperação.
 

O procedimento:

  • Local: Procedimento realizado em ambiente hospitalar
  • Anestesia: A anestesia pode ser geral, peridural ou raquianestesia. Seu cirurgião e anestesista irão conversar a respeito da melhor opção para você.
  • Tempo de duração: Irá depender do plano cirúrgico.  Entre 2-4h.
  • Pernoite em hospital: Geralmente o paciente fica em observação durante 12-24h em sala de recuperação.
 

A seguir um exemplo de como é feita a mastopexia:

AS INCISÕES:

Há três padrões comuns de incisão:

– Ao redor da aréola,
– Ao redor da aréola, verticalmente para baixo da aréola, em direção ao sulco da mama,
– Ao redor da aréola, verticalmente para baixo da aréola, em direção ao sulco da mama e, horizontalmente, ao longo do sulco da mama.

Uma pergunta recorrente é se a paciente poderá escolher qual cicatriz resultante. As incisões irão depender do grau de ptose e quantidade de tecido em excesso. A consulta com seu cirurgião irá ser fundamental, pois através do exame físico poderemos determinar qual a melhor opção para o resultado desejado.

POSSO INSERIR PRÓTESES DE SILICONE?

Este procedimento comumente é realizado com a inclusão de implantes mamários. Porém é recomendado volumes pequenos a moderados, pois uma pele já sem sustentação não conseguirá manter os resultados a longo prazo.

RECUPERAÇÃO:

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam submetidas à força excessiva, à escoriação, ou ao movimento durante o tempo de cicatrização. Esforços físicos estão proibidos durante as primeiras semanas, assim como levantar os braços acima dos ombros e carregar peso. O uso do sutiã modelador e as meias antitrombo são mandatórios. O reinício das atividades dependerá da evolução da paciente, o que ocorre geralmente em torno de três a quatro semanas após a cirurgia.

RESULTADOS:

O resultado final de sua mama aparecerá ao longo dos meses, com a forma e a posição da mama mais agradáveis. As cicatrizes são permanentes, mas, na maioria das vezes, melhora significativamente ao longo do tempo. É importante salientar que as mamas certamente sofrerão alteração ao longo do tempo, inclusive apresentando algum grau de ptose.

 

ATENDIMENTO

Open chat